Conheça os nanorobôs, podem ser usados na saúde em 2018, esteja por dentro de tudo!

Novidade tecnológica na medicina abre as portas para formas mais eficientes de atendimento e tratamento

A tecnologia dominou tudo, inclusive a medicina. E ainda bem! As evoluções da robótica e os avanços da telemedicina estão ajudando cada vez mais no atendimento de pacientes. A novidade da vez são os nanorobôs.

Os nanorobôs são pequenos robôs, menores até do que uma célula. Sua visão ocorre por meio de microscópios.

Na medicina, eles já foram testados ao longo dos últimos dois anos para ajudar na cura de diversas doenças. Em 2018, parece que essa inovação será mais presente, confira!

Exames mais rápidos

Existe um grupo de pesquisadores que está possibilitando a verificação de temperatura, pressão e glicemia de forma ágil através dos nanorobôs.

Além de entregar resultados de forma rápida, eles também podem facilitar os  processos, inclusive para o paciente.

Nanorobôs na saúde em 2018, prepare-se para a mudança

Nanorobôs na medicação

Outra possibilidade dessa tecnologia é a aplicação de remédios de forma inteligente e automática.

Segundo Mikhail Shapiro, pesquisador do Instituto de Tecnologia da Califórnia, os nanorobôs poderiam proteger o corpo humano e ao mesmo tempo viajar pelas partes que precisam de cuidados. Confira também sobre a Telemedicina no Brasil e quais são as vantagens.

Identificando doenças

Esses robôs poderão identificar as doenças dentro do corpo que, muitas vezes, não podem ser detectadas com nossos exames convencionais. Além disso, após a identificação, poderá ser realizada a cura e a prevenção.

Nanorobôs irão ser novidade na área da saúde 2018

Testes de doenças infecciosas

Essa tecnologia ajudará na identificação de doenças como o HIV, por exemplo, que atualmente é confirmada através de um exame de sangue. Os nanorobôs farão esse diagnostico de forma mais rápida e mais assertiva. Incrível, não é? Além dos Nanorobôs, a área da saúde em 2018 terá diversas tendências.

Contra o câncer

O nanorobô pode acabar com as células cancerígenas dentro do corpo. A diferença desse tratamento para a quimioterapia é que na quimioterapia as células boas também podem ser prejudicadas. No novo método, apenas as ruins serão extintas. Inclusive, deixe sua clínica com caixa positivo.

Já imaginou a saúde com todas essas novas possibilidades? O atendimento será muito mais eficaz, desde a descoberta de uma doença até o seu tratamento, inclusive em situações cancerígenas. 2018 pode ser o ano em que a nanorobótica e a medicina andarão lado a lado, melhorando nossa saúde.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos