Os segredos de um consultório tecnológico

Ter um consultório que recorre à tecnologia para o atendimento de seus pacientes pode ser um diferencial muito grande, ainda mais no futuro próximo

Hoje em dia, a concorrência é muito grande em todos os setores, e não poderia ser diferente com a saúde. A cada dia que passa, os clientes e pacientes procuram por soluções melhores e mais eficientes para resolver as suas necessidades.

A busca por eficiência na área da saúde é cada vez maior, e médicos, cientistas, engenheiros e vários outros profissionais procuram por novas tecnologias para que possam prestar um atendimento cada vez melhor em seu consultório.

Com isso, são várias alternativas, possibilidades e novidades que agitam o mundo da medicina, que podem parecer um pouco estranhas à primeira vista, mas isso acontece justamente pelo fato de muitos ainda não estarem acostumados.

Entre essas tendências, uma das que mais se destacam é a coleta de dados dos pacientes, que pode tanto ajudar a diagnosticar doenças e enfermidades neles próprios quanto na população e no grupo social em que eles convivem.

Antes de entrar nesse assunto, porém, é necessário entender melhor como a tecnologia atua em conjunto com a saúde e quais são as soluções já existentes que resultaram desse desenvolvimento.

Como a tecnologia ajuda a área da saúde?

O surgimento de novas tecnologias é benéfico para absolutamente todos os setores e segmentos do mercado, ou seja, não existem limites em relação a isso, o que também se aplica à área da saúde.

Por exemplo, até algum tempo atrás, pessoas que sofreram acidentes graves e perderam a mobilidade não tinham muito o que fazer, a não ser passar por um acompanhamento fisioterapêutico, que as ajudaria até onde fosse possível.

Porém, os aparelhos controlados pela mente mostram a saúde em evolução. Com o uso de alguns sensores e muita tecnologia, é possível identificar os sinais elétricos gerados pelo cérebro do paciente e um equipamento realiza o movimento que foi pensado. 

É claro que a tecnologia na saúde também apresenta inúmeras outras soluções, capazes de mudar drasticamente aquilo que já existe atualmente. Esse é um dos vários exemplos que podem impactar na vida das pessoas.

Uma dessas soluções, que já existe em algumas clínicas nos Estados Unidos mas têm tudo para dominar o mundo dentro de alguns anos é a coleta de informações dos pacientes, o que vai muito além de simplesmente armazenar os resultados dos exames. 

Dados: o segredo para um consultório médico moderno

Em São Francisco, Califórnia, existe um consultório médico chamado Forward, que mais se parece com um spa ou um centro de tratamento estético do que com um consultório em si.

O conceito do local é bem diferente do que todos estão acostumados quando visitam um médico. Ele não atende a pacientes com convênios e seguros médicos, então quem se dirigir até lá com essa finalidade não conseguirá fazer muita coisa.

Porém, mediante o pagamento de uma mensalidade de US$ 149 (aproximadamente R$ 500), o paciente terá acesso irrestrito à equipe médica, através de SMS ou de um aplicativo próprio, mais tempo com o médico e um consultório repleto de dispositivos tecnológicos.

Logo ao entrar ali, o paciente fica em frente a um sensor e coloca sua mão em um orifício. Dentro de pouco tempo, uma tela mostra peso, altura, temperatura e oxigenação sanguínea do paciente.

Na sala de exames, enquanto o paciente se senta em uma cadeira personalizada super confortável, o doutor segura um sensor sem fio contra seu peito e os batimentos cardíacos passam a aparecer em uma tela gigante.

Imagens digitais de visitas anteriores aparecem em uma linha do tempo, e inclusive as principais palavras ditas durante a consulta aparecem em um desenho do corpo do paciente, coletadas através de pequenos microfones na sala.

Tudo isso chama muito a atenção, sem dúvidas, mas o mais impressionante é outra coisa, que não se pode ver: a coleta de dados sobre a saúde do paciente, mesmo que tenham sido registrados por outros médicos.

Tais dados são todos digitalizados, geralmente à mão, devido à grande variedade de formatos de arquivos que ainda impossibilitam uma unificação, e é possível ter acesso a tudo, desde um exame de DNA até uma sequência completa de genomas.

Outra fonte de dados são os smartwatches e pulseiras inteligentes, que captam informações sobre a quantidade de passos por dia o gasto energético estimado e a qualidade do sono, entre outras.

Com o cruzamento desses dados, é possível saber muito mais sobre a saúde dos pacientes, em uma iniciativa que pode revolucionar completamente a área da saúde.

Isso mostra como o big data e a telemedicina são duas tecnologias que auxiliam demais na evolução da saúde: enquanto a primeira cruza todo tipo de dados e informações, a segunda permite que a prestação de serviços médicos seja feita remotamente.

Existem também outras empresas norte-americanas que estão em desenvolvimento de produtos e serviços similares, sempre com o intuito de coletar o máximo possível de informações para ter um verdadeiro panorama sobre a saúde dos pacientes, como é o caso da Seqster.

Ela oferece um tipo de “armário de informações online”, que coleta informações de médicos que os pacientes já tenham passado, sequências de genomas e wearables, que são acessórios vestíveis como os smartwatches.

Um fato bastante curioso sobre essa empresa é que ela deixa que você compartilhe essas informações com sua família, e os dados continuam lá mesmo depois da morte do paciente, de modo a criar um registro centralizado de várias gerações.

Como posso utilizar essas tecnologias em meu estabelecimento?

Assim como todas as novas tecnologias, elas ainda não estão disponíveis em larga escala, mas o primeiro passo já foi dado. No futuro, isso será muito mais comum do que se pode imaginar.

Hoje em dia, a coleta e o uso de dados sobre cada pessoa já é muito comum no mundo da internet, para que as empresas consigam entregar anúncios e conteúdos personalizados, que realmente chamem a atenção e possam resultar em um novo cliente.

Com o desenvolvimento da tecnologia, essa coleta de dados é perfeitamente possível, e por que não utilizá-los em conjunto para benefício do paciente e também de todas as outras pessoas que estão ao seu redor?

Pode ser que seu consultório médico ou hospital ainda não tenha poder aquisitivo ou recursos para investir em uma solução desse tipo, mas tudo o que estiver ao seu alcance deve ser feito, com o intuito de facilitar a vida de todos.

A telerradiologia é uma dessas tecnologias, já que os laudos de exames de imagem podem ser emitidos remotamente e enviados para qualquer lugar do Brasil e do mundo, o que se mostra muito mais prático do que sua emissão na própria clínica ou hospital.

 

Entenda melhor o que é a telerradiologia

 

Essa é uma tecnologia que já existe no Brasil e vem sendo mais adotada a cada dia que passa, por aliar praticidade, agilidade, segurança e também economia, já que o pagamento é feito por cada exame laudado, e não como uma mensalidade.

São muitas as inovações tecnológicas que existem para a área da saúde, e elas crescerão ainda mais. Para isso, basta que sua clínica ou hospital se mostre aberto a recebê-las e utilizá-las.

Assim, seja através dos laudos a distância ou de qualquer outra inovação, você dará sua colaboração para que todo o mundo possa ter acesso a uma saúde de mais qualidade, praticidade, eficiência e segurança, tudo com o auxílio da tecnologia.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos