Como melhorar a gestão hospitalar? Por que devo me atentar a isso?

Gestão influencia custos, processos e atendimento sendo importante acompanhar as tendências para melhorá-la

A gestão hospitalar são todos os procedimentos realizados para que uma instituição de saúde, como clínicas ou hospitais, possa manter um funcionamento adequado e gerar lucro, atendendo tanto aos interesses dos pacientes, como dos colaboradores e proprietários.

As instituições devem atuar constantemente para alcançar uma gestão hospitalar mais eficiente, de forma que os mesmos processos possam ser desenvolvidos com menos custos, viabilizando ainda novos investimentos.

A seguir, saiba qual a importância da gestão em clínicas e hospitais e como ela pode ser melhorada.

Qual a importância da gestão hospitalar?

A gestão hospitalar é o que permite que um negócio possa manter a qualidade operacional com segurança financeira, para isso é necessário organização, investimentos e aprimoramento constante de processos e tecnologias.

Um exemplo de como a gestão é relevante refere-se ao aumento do prazo médio para recebimento dos serviços prestados para operadoras de saúde.

De acordo com dados da Associação Nacional dos Hospitais Privados (Anahp) lançados no Observatório 2018, o tempo médio para recebimento passou de 66,8 dias em 2016 para 73 dias em 2017.

Dessa forma, a clínica só recebe pelo serviço prestado dois meses e meio depois de realizado. Sem o controle correto de insumos e pagamentos, essas mudanças podem impactar profundamente o funcionamento e capacidade de atendimento.

Assim, a gestão é necessária para controlar o fluxo financeiro do negócio, monitorando entradas e saídas, mas também garantir a operacionalidade da clínica, não afetando a prestação de serviços devido fatores externos, como a mudança nos prazos de pagamento.

A gestão também é responsável pela reposição e não desperdício de insumos, controle de pagamento dos colaboradores, estratégias de redução de custos e implementação de processos que permitam alcançar esses objetivos.

Para um profissional que atua na gestão hospitalar, um dos cuidados mais importantes é manter-se atualizado sobre as tendências da área, garantindo eficácia e operacionalidade.

ambiente hospitalar leitos

Quais as tendências para melhorar a gestão hospitalar?

Como visto, conhecer e avaliar a possibilidade de implementação de novos recursos na gestão de clínicas e hospitais é um dos passos necessários para otimizá-la.

A seguir, destacamos três estratégias que podem ser desenvolvidas em clínicas e hospitais como parte de um plano para melhorar a gestão hospitalar. Conheça!

Atuar com equipes remotas

Atualmente, a tecnologia e qualificação profissional permitem que clínicas e hospitais atuem com equipes remotas visando à redução dos custos operacionais e também a maior eficiência e qualidade em determinados processos.

Um exemplo é a telerradiologia. Por meio dessa especialidade, clínicas que disponibilizam exames de imagem não precisam mais contar com uma estrutura interna para emissão dos laudos, o que incluiria custos com colaboradores, espaço, equipamentos e infraestrutura.

Com os novos recursos, esse processo pode ser terceirizado com uma empresa especializada de forma que os técnicos e médicos da clínica atuem em conjunto com uma equipe remota da parceira.

Adotar a telemedicina

Além da telerradiologia, outras soluções de telemedicina também podem ser desenvolvidas na clínica visando aumentar a eficiência e reduzir custos. Entre as opções que podem ser realizadas estão:

  • cursos a distância para treinamento e aprimoramento profissional dos colaboradores;
  • monitoramento a distância de pacientes, com controle dos sinais vitais;
  • assessoria de profissionais especializados de outras regiões em casos e diagnósticos complexos;
  • acompanhamento da evolução do quadro do paciente a distância usando aplicativos de comunicação;
  • emissão de atestados, receitas e prontuários online, diminuindo os problemas logísticos, riscos de fraudes e os custos com impressões.

Verifica-se, portanto, que a gestão pode influenciar diferentes aspectos do cotidiano hospitalar, desde processos até o atendimento em si.

Investir em tecnologia

A tecnologia é um aspecto que tem promovido melhorias em diferentes segmentos e no hospitalar não seria diferente. Mesmo a telerradiologia e a telemedicina são impactadas pelas atualizações tecnológicas que são disponibilizadas.

Outras possibilidades incluem o uso de chats para atendimento online, big data para armazenamento e processamento de informações sobre a gestão possibilitando identificar e corrigir gargalos operacionais e financeiros, entre outros.

Manter-se atualizado no que se refere às possibilidades viabilizadas pela tecnologia está entre as responsabilidades de um gestor do século XXI.

Entre os impactos que podem ser observados com auxílio da tecnologia destacam-se o preparo e qualificação dos colaboradores e também a otimização de processos, tornando etapas anteriormente trabalhosas em processos automatizados e mais eficientes.

representação de tecnologia na medicina

Como a DiagRad auxilia clínicas e hospitais?

A DiagRad é uma empresa de telerradiologia localizada em São Paulo e que atende todas as regiões do Brasil, de forma a viabilizar que mesmo clínicas localizadas em regiões afastadas tenham acesso aos profissionais mais qualificados e experientes do país.

A empresa realiza a emissão de laudos a distância, atuando com equipes remotas para clínicas e hospitais que podem disponibilizar exames como:

  • ressonância magnética (RM);
  • tomografia computadorizada (TC);
  • raios-x (RX) simples, contrastado e padrão OIT;
  • mamografia (MMG);
  • densitometria óssea (DMO);
  • medicina nuclear (MN).

Dessa forma, clínicas que não conseguiam disponibilizar esses exames previamente devido à ausência de profissionais qualificados para emissão de laudos podem usufruir do serviço de telerradiologia para expandir os exames oferecidos aos pacientes.

Em casos emergenciais a demanda pode ser atendida em até 30 minutos, enquanto em solicitações normais o tempo de retorno é de até 24 horas. Assim, além de disponibilizar uma maior variedade de exames, a clínica garante a eficiência dos processos, proporcionando qualidade no atendimento.

Outro diferencial que deve ser pensado é o menor custo da telerradiologia quando comparada com uma estrutura interna para emissão de laudos, pois o pagamento é realizado por laudo emitido.

Dessa forma, a DiagRad é uma aliada na melhoria da gestão hospitalar, promovendo otimização de processos, redução de custos e facilidade logística para disponibilização de exames de imagem.

Ainda com dúvidas? Não deixe de ver – Problemas de gestão hospitalar e como resolver isso com a Telerradiologia

Matérias Relacionadas

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos