Demandas de feriados: economize com a telerradiologia

Redução de custos e maior disponibilidade são vantagens da radiologia digital. Saiba mais!

As novas soluções tecnológicas têm ampliado a disponibilidade de serviços médicos e também a qualidade das operações. A radiologia digital, por exemplo, associada à telerradiologia viabiliza um melhor atendimento na área durante feriados.

Todas as empresas apresentam dificuldade de organizar a equipe para cobrir datas diferentes, como férias, feriados ou mesmo finais de semana. O resultado, em geral, é um time desfalcado, mas essa situação é ainda mais grave quando estamos falando da área médica.

A seguir conheça quais as diferenças entre a radiologia digital interna ou via telerradiologia quando se refere à disponibilidade dos serviços nos feriados.

Quais as vantagens e desvantagens de ter um radiologista interno?

As principais vantagens de um profissional interno para atender a demanda de radiologia referem-se a:

  • ter um profissional que atende a demanda do local;
  • facilitar a comunicação com o médico sobre o diagnóstico;
  • atendimento rápido das emergências;
  • monitorar a qualidade do exame.

Apesar desses benefícios, nem sempre as clínicas conseguem desfrutar plenamente desses aspectos, principalmente nos finais de semana e feriados, nos quais pode ocorrer a falta de profissionais, inviabilizando o atendimento.

Além disso, a manutenção de um profissional interno dificulta o crescimento da demanda, pois não haveria como ampliar muito a capacidade de laudar os exames, começando a atrasar as entregas e prejudicando a experiência do paciente.

Por essa razão, mesmo alguns dos benefícios de ter um médico radiologista interno para laudar os exames não são alcançados. Em contrapartida, as desvantagens do radiologista interno incluem:

  • elevados custos para manutenção do profissional;
  • inviabilidade financeira e operacional de ter disponibilidade 24 horas por dia, 7 dias por semana;
  • desfalques na equipe durante férias e feriados;
  • falta de escalabilidade no potencial de atendimento;
  • profissionais generalistas para atender demandas variadas.

Portanto, essas desvantagens de ter um radiologista interno impactam tanto à disponibilidade do serviço oferecido, como os custos da clínica com a manutenção do profissional e também a qualidade do atendimento médico por não contar com especialistas.

Há alguns anos, as clínicas e hospitais não tinham opção senão manter radiologistas internos, independente das desvantagens desse modelo. No entanto, com a radiologia digital e a telerradiologia esse cenário mudou.

Como funciona a telerradiologia?

Na telerradiologia a clínica ou hospital conduz o exame localmente, no entanto, em vez de precisar imprimir os resultados analisá-los, a radiologia digital é enviada via sistema PACS para uma empresa parceira especializada em telerradiologia.

Na empresa, o exame digital é analisado por um radiologista especialista que emite o laudo à distância considerando o exame de imagem e também informações adicionais que podem ser transmitidas pelo médico.

Assim, o profissional dá o parecer dele sobre o diagnóstico, auxiliando o médico responsável na compreensão da patologia e no encaminhamento do tratamento mais adequado.

A radiologia digital reduz o lixo hospitalar e os gastos necessários com placas e substâncias tóxicas que são necessárias para exames de radiologia tradicionais.

Corredor do hospital com algumas pessoas ao fundo

Quais os benefícios da radiologia digital?

A radiologia digital somada a telerradiologia oferece uma série de benefícios para clínicas e hospitais que precisam diminuir custos sem prejudicar a oferta de serviços médicos.

Entre os principais vantagens da radiologia digital que podem ser destacados incluem-se:

Disponibilidade dos serviços

A empresa parceira mantém o funcionamento 24 horas por dia, 7 dias por semana, incluindo feriados, de forma que a clínica tem uma opção vantajosa para não ficar sem disponibilizar exames nessas datas.

Redução de custos

Na telerradiologia, a clínica ou hospital paga apenas pelos exames laudados. Dessa forma, é possível reduzir os custos do setor de radiologia, pois eles referem-se apenas as demandas existentes, sem custos de manutenção ou mensalidade.

Verifica-se assim que é possível aumentar a disponibilidade dos serviços de radiologia, ao mesmo tempo em que se reduz custos operacionais do setor.

Especialização da equipe

Devido ao grande volume de atendimento na empresa parceira e localização nos centros urbanos é possível contar com uma equipe formada exclusivamente por especialistas.

Os profissionais são focados em determinados tipos de procedimentos ou de acordo com a região, como neurologia, abdômen ou tórax, por exemplo.

Esse aspecto garante mais qualidade ao exame, evitando solicitações para refazer exames ou diagnósticos errados devido à falta de conhecimento e experiência do profissional.

Agilidade da entrega

O serviço de telerradiologia também é capaz de atender urgências, pois demandas emergenciais são atendidas em até 30 minutos, devolvendo um laudo em menos tempo para que o paciente possa ser encaminhado ao tratamento necessário.

Os laudos de rotina são devolvidos em até 24 horas, o que garante qualidade no atendimento ao paciente, escalabilidade do setor de radiologia e fluidez nos processos.

Modernização dos processos

A radiologia digital consiste em uma modernização necessária dos processos de saúde, assim como a telerradiologia.

Essas inovações permitem expandir o acesso à saúde, permitindo que locais distantes também tenham agilidade e qualidade nos serviços médicos mesmo com a falta de profissionais locais.

O mesmo se deve ao atendimento das demandas de feriados, pois, em geral, essa falta é mais sentida em locais menores, nos quais a baixa demanda não cobre os custos referentes à manutenção de um radiologista nessas datas.

Portanto, a radiologia digital e a telerradiologia permitem a redução de custos e disponibilidade dos serviços mesmo em datas como feriados beneficiando as equipes médicas e também os pacientes.

Matérias Relacionadas

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia