Plano de negócios para clínica médica: saiba como montar o seu

Ter um consultório ou clínica para chamar de seu é o sonho de muitas pessoas, mas é fundamental que seja elaborado um plano de negócios para que tudo corra bem 

Depois que você se forma como médico, é imediato o desejo de procurar por um hospital ou clínica médica para poder trabalhar com aquilo que você ama, aprender ainda mais e, é claro, poder ser remunerado por isso.

Então, a carreira começa a crescer. Você estuda mais, se capacita, se transforma em um profundo conhecedor de determinada área da medicina e, então, decide dar um passo à frente: abrir um consultório ou clínica própria.

Esse é um dos maiores sonhos de todos os médicos, já que eles poderão ser seus próprios chefes, ganhar mais dinheiro e ter um sentimento inigualável de dever cumprido, mas é preciso se planejar bastante para isso.

Uma das coisas mais importantes é elaborar um plano de negócios clínica médica, algo que é relegado por muitas pessoas, mas que faz toda a diferença para a continuidade do seu estabelecimento e para que ele seja bem-sucedido.

Entender melhor o que é isso e qual é a sua importância é essencial para clarear os seus horizontes e te fazer enxergar que a gestão do negócio precisa mesmo de um planejamento.

Plano de Negócios Clínica Médica: o Que é Isso?

Resumidamente, o plano de negócios é uma ferramenta que te permite analisar o mercado com mais eficiência, bem como entender melhor qual é o produto ou serviço que será oferecido e quais são as decisões que devem ser tomadas pelo empreendedor.

Os planos de negócios não estão presentes apenas em consultórios médicos, mas sim em todo tipo de estabelecimento, desde uma loja de departamento até um mercado ou escritório de contabilidade.

Tudo o que pode ser enquadrado como um negócio deve contar com esse planejamento, de modo a entender melhor quais serão os desafios que aparecerão e como você lidará com eles.

Quando se fala sobre o plano de negócios clínica médica, significa colocar todas as informações que você precisa no papel, para que tenha um guia que te ajudará a seguir com a abertura ou a ampliação do seu negócio

Nesse plano, todos os seus objetivos estarão descritos detalhadamente, bem como o que deverá ser feito para que você os atinja. Dessa forma, as incertezas e chances de erros diminuem consideravelmente.

Como Montar um Plano de Negócios Para Clínica Médica 

Pode parecer que essa é uma atividade super complicada, mas fique tranquilo: é bem mais simples do que parece, basta fazer tudo direitinho.

A estrutura desse documento se assemelha bastante com a de um trabalho da faculdade e deve ser a mais completa possível, de modo a te orientar nessa nova etapa empreendedora de sua vida.

Basicamente, para que você monte um plano de negócios clínica médica, as informações necessárias são as seguintes:

Sumário Executivo

Aqui, deve haver algo como um índice do que está presente em todo o plano de negócios, com uma breve descrição a respeito de cada uma de suas etapas.

É mais fácil deixá-lo por último, já que o restante do trabalho deverá estar pronto para sua elaboração.

Análise de Mercado

Se você deseja abrir um consultório médico, então precisa fazer um estudo bem detalhado do mercado. Nele, deve haver informações a respeito da concorrência, da localização e do poder aquisitivo das pessoas daquela região, entre outras.

Essa etapa é fundamental, já que de nada adianta abrir um consultório de ótima qualidade se a região já estiver saturada de estabelecimentos do tipo ou se as pessoas não puderem pagar pelos serviços oferecidos.

Plano de Marketing

Os produtos e serviços que serão oferecidos também devem constar em um plano de negócios clínica médica, e é nessa etapa que isso deve ser feito. Você precisa escolher um preço para eles e, inclusive, pensar em estratégias promocionais.

Por exemplo, a telemedicina pode melhorar a eficiência do seu hospital, e isso pode influenciar no preço cobrado pelos serviços, já que é um diferencial muito interessante para os clientes. Por isso, é importante pensar em tudo.

Aqui, a estrutura de venda e a localização do negócio também devem estar presentes, para te dar todo o respaldo que precisa para continuar com seu negócio.

Plano Operacional

A disposição do seu consultório deve ser muito bem pensada, já que fará toda a diferença em sua acessibilidade e na organização dos pacientes. Detalhe-a muito bem nessa etapa.

A capacidade de prestação de serviços também entra aqui, assim como os processos que serão adotados para cada procedimento e a necessidade de outros colaboradores, como recepcionistas, técnicos em radiologia e enfermeiros, por exemplo.

Plano Financeiro

Essa é uma das partes mais importantes de um plano de negócios clínica médica, já que você deve estimar o quanto poderá ganhar com o seu negócio e também o quanto terá que investir nele.

Tudo o que envolve recursos financeiros deve estar aqui, como as estimativas de investimentos, capital de giro, faturamento, custo com mão de obra, eventuais depreciações e os indicadores de equilíbrio, lucratividade e rentabilidade.

É claro que os valores que forem definidos podem variar para mais ou para menos, mas é imprescindível ter pelo menos uma noção, para não ter surpresas desagradáveis com a gestão do estabelecimento.

Construção de Cenários

Essa etapa do plano de negócios clínica médica é super importante, já que você construirá cenários hipotéticos, mas que podem acontecer com a sua empresa, de modo a saber como agir caso isso aconteça de verdade.

Por exemplo, deve-se pensar em um período que o negócio tenha ido muito mal, com prejuízos bem graves, para que você pense no que pode ser feito para reverter a situação.

Da mesma forma, pode ser planejado um período excelente, com muito faturamento e redução nas despesas, de modo que você possa se planejar para investir esses valores para o desenvolvimento da sua clínica. Assim, os lucros podem aumentar ainda mais.

Avaliação Estratégica

Uma boa ferramenta para ser aplicada nessa fase do plano de negócios clínica médica é a matriz SWOT, também conhecida como matriz FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças).

Ao descrever aquilo que sua clínica tem como força, as oportunidades de negócio que ela pode aproveitar, as fraquezas que podem prejudicar o negócio e as ameaças que podem surgir vez ou outra.

Se esforce bastante aqui, já que todos os negócios possuem forças, oportunidades, fraquezas e ameaças, basta pensar bem em quais são elas e relacioná-las no plano de negócios. Aproveite e confira os segredos de um consultório tecnológico.

Avaliação do Plano de Negócio

Depois de ter conseguido todas as informações de que precisava, faça uma análise do que você tem em mãos. Veja os dados, os números e as informações e entenda-os.

Após essa análise, faça uma pergunta para si próprio: será que vale a pena abrir o negócio agora ou é melhor esperar um pouco? Assim, você evita resultados negativos e tem mais chances de se dar bem.

Caso chegue nessa etapa do plano de negócios clínica médica e identifique que agora não é um bom momento, não tem nenhum problema nisso! Afinal de contas, como diz o ditado, é melhor prevenir do que remediar.

Planeje o Presente e Tenha um Futuro Brilhante!

É claro que todo esse processo dará um pouco de trabalho, mas valerá muito a pena. Assim, você estará baseado em dados e informações para tomar suas decisões, e não apenas em achismos e palpites.

Não se esqueça de que a melhor pessoa para elaborar o seu plano de negócios é você mesmo, já que ninguém conhece tão bem o seu futuro empreendimento e as suas ideias quanto você.

Portanto, se você deseja ser um empreendedor de sucesso no ramo da medicina, não perca mais tempo: elabore um plano de negócios clínica médica e não se esqueça de contar com os benefícios dos laudos a distância, que podem ser um ótimo diferencial para o consultório!

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos