Osteomielite tem cura? Veja como o exame de imagem pode te ajudar!

Saiba se a osteomielite tem cura, quais são os sintomas da doença e como ela pode ser diagnosticada com auxílio de exames de imagem

Muitos pacientes com infecção nos ossos questionam se a osteomielite tem cura e como identificar a doença precocemente para aumentar as chances de sucesso do tratamento. Essa infecção pode ser causada por bactérias, vírus ou fungos e se difundir para outras áreas.

Esse quadro inflamatório dos ossos é normalmente causado por bactérias Staphylococcus, mas também pode estar relacionado com outros tipos de agentes. Existem três formas mais comuns de contrair a patologia, sendo elas:

  • circulação sanguínea: bactérias responsáveis pela infecção em outras partes do corpo podem ser disseminadas pela corrente sanguínea e infeccionar um osso que esteja menos resistente;
  • infecção: casos nos quais as feridas ficam tão profundas que causam a doença;
  • contaminação direta: ocorre normalmente quando há fratura ou lesão do osso, principalmente em casos mais graves e também durante cirurgias.

É relevante que o paciente saiba que a osteomielite pode ser de diferentes tipos, o que influencia o tratamento e as chances de cura.

Quais os tipos de osteomielite?

Existem diferentes classificações da osteomielite, sendo elas de acordo com o tempo que a condição se manifesta ou pela origem dela. Veja a seguir.

  • osteomielite aguda: são os casos nos quais a doença se manifesta a menos de quatro semanas. Caso o diagnóstico seja precoce e se inicie o tratamento já nessa fase há maiores chances da osteomielite ter cura e o paciente ficar totalmente recuperado;
  • osteomielite subaguda: quando a manifestação da infecção nos ossos ocorre entre um e dois meses ela é chamada de subaguda;
  • osteomielite crônica: são os casos nos quais a doença está presente há mais de dois meses e, por diferentes razões, não foi feito o diagnóstico e início do tratamento, diminuindo as chances de cura.

Há ainda as classificações da patologia de acordo com a origem, como a hematogênica, que consiste em infecções pela corrente sanguínea; a pós-traumática que é quando é após fraturas ou feridas profundas; vertebral, que é quando a infecção atinge a coluna vertebral.

osteomielite tem cura

Quais os sintomas da doença?

Saber reconhecer os sintomas da doença permite que haja um diagnóstico precoce, o que aumenta as chances de ser um caso no qual a osteomielite tem cura. Os indícios podem variar de acordo com o tipo, assim:

  • a osteomielite aguda tem como sintomas dor, edemas, vermelhidão, calor local, além de febre repentinamente;
  • na versão crônica os sinais são menos evidentes, mas a dor local persistente indica que algo não está correto e é necessário buscar auxílio médico.

Esses são indícios que aparecem na região do osso afetado pela infecção, mas a doença também pode manifestar-se de forma assintomática, o que dificulta que seja realizado o diagnóstico.

De qualquer forma, identificar um ou mais sintomas da osteomielite aguda ou crônica exige que o paciente busque um médico com urgência para que sejam realizados os exames necessários para diagnosticar a condição.

Veja também – Tudo o que você precisa saber para contratar uma empresa de laudos a distância.

Quais exames permitem o diagnóstico da osteomielite?

Os exames indicados para diagnosticar a patologia nem sempre garantem a identificação da doença logo no começo, de forma que eles podem ser pedidos associadamente pelo médico responsável para um resultado mais seguro.

Exames de imagem

As radiologias estão entre os exames mais solicitados pelos médicos para diagnóstico adequado da osteomielite. Entre as mais eficazes estão:

  • ressonância magnética: muito indicada para identificar o tipo crônico da doença por permitir a visualização das estruturas ósseas em fatias, aumentando o detalhamento da imagem em relação ao raio-x tradicional;
  • tomografia computadorizada: assim como o anterior, esse exame auxilia a reconhecer quadros crônicos de osteomielite por permitir uma imagem mais nítida das estruturas ósseas;
  • cintilografia óssea: é o exame mais indicado, principalmente para o tipo agudo da doença, pois a aplicação de uma substância para contraste faz com que ela adere ao osso, mostrando anomalias que possam existir.

Para os exames de imagem, o diagnóstico pode ter benefícios quando utilizados novos recursos, como a telerradiologia, que permite que sejam feitos laudos a distância.

osteomielite tem cura

Veja mais detalhes – Confira 07 motivos para implementar serviços de telerradiologia!

Outros exames

Além dos exames de imagem outras técnicas podem ser adotadas pelo médico responsável com o objetivo de melhorar o diagnóstico. Uma opção é o exame de sangue para identificar os níveis de VHS e proteína C-reativa.

Há ainda a possibilidade de fazer uma biópsia utilizando sangue, pus, líquido articular ou tecido do osso. Apesar de bastante eficaz, esse método exige um procedimento mais invasivo para recolher a amostra necessária.

Osteomielite tem cura?

Ao serem diagnosticados com a patologia, muitos pacientes questionam-se se a osteomielite tem cura. A resposta para essa dúvida depende bastante do tipo da doença.

Em casos de osteomielite aguda, que ainda está no início, aumentam as chances de cura da doença com a eliminação da bactéria e tratamento da infecção. Com isso, o paciente pode retomar uma vida normal e sem sequelas.

Para pessoas diagnosticadas com o tipo crônico há maiores dificuldades no tratamento, de forma que a cura da condição não é garantida. Há ainda a possibilidade da abordagem cirúrgica caso a medicamentosa não seja exitosa.

Entre os procedimentos cirúrgicos que podem ser indicados estão a drenagem, desbridamento (remoção da parte lesada do osso infectado), restauração do fluxo sanguíneo, remoção de objetos estranhos e amputação.

Prevenção da osteomielite

Apesar de nenhuma dica para prevenir a doença garantir totalmente que ela não vai se manifestar, há uma redução significa dos riscos. Entre os cuidados que devem ser tomados estão:

  • cuidar e manter a higiene de feridas;
  • consultar um médico quando identificar machucados ou dores frequentes;
  • ter cuidados com segurança ao praticar esportes;
  • manter a pele limpa e hidratada, principalmente se tiver diabetes.

A osteomielite é uma doença séria e que exige acompanhamento especializado. Caso tenha sido diagnosticado com a condição converse com seu médico e questione se a osteomielite tem cura, principalmente para o seu caso específico.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos