Vale a pena ser um médico online?

Computador com uma mão saindo dele indicando para um coração

Conheça os benefícios de ser um médico online e as projeções de investimento na área

A formação na área da saúde ainda é uma das mais concorridas e difíceis, o que se justifica devido à importância e complexidade da profissão. No entanto, até mesmo essa atuação foi impactada viabilizando ser um médico online atualmente.

Ao definir qual especialidade seguir na carreira médica, muitos profissionais avaliam se vale a pena ou não voltar-se à prática da medicina online.

A seguir destacamos algumas vantagens e desvantagens dessa prática, as projeções para a área e os benefícios à população. Confira!

Quais as vantagens e desvantagens de ser um médico online?

Um médico online pode atuar em diferentes áreas como consultas, diagnóstico, radiologia, entre outras. A escolha deve ser feita de acordo com a aptidão e preferência individual.

A seguir conheça algumas das vantagens de optar por uma carreira online:

  • viabilidade de morar no local desejado, mais próximo à família;
  • remuneração compatível com a formação profissional;
  • qualidade na infraestrutura para atendimento;
  • flexibilidade de horário e menor necessidade de plantões extensos;
  • atendimento às demandas do mercado, garantindo mais estabilidade e aumentando as oportunidades profissionais;
  • diversidade de áreas de atuação especializadas;
  • contribuição direta ao aumento do acesso aos serviços médicos devido ao atendimento em locais remotos.

Esses benefícios estão diretamente relacionados há uma maior segurança profissional e infraestrutura adequada ao médico online.

Apesar das vantagens significativas dessa atuação, ela também implica em algumas desvantagens aos profissionais, como:

  • atendimento remoto que inviabiliza o contato direto com o paciente;
  • maior volume de atendimentos para atender a demanda, principalmente urgências;
  • atenção à segurança digital dos processos para garantir do sigilo médico;
  • manutenção das responsabilidades ainda que o médico tenha menor controle sobre os processos.

Em geral, ser um médico online vale a pena, mas é essencial que o profissional avalie o que ele espera da carreira médica antes de optar por essa ou outra especialidade.

 

Evite erros nos diagnósticos dos seus pacientes!

Baixe o nosso material gratuito e confira 09 dicas para evitar equívocos na hora de diagnosticar um paciente.

Quero baixar!

 

Quais as expectativas de crescimento dessa área?

Um fator que deve ser considerado na avaliação se a carreira médica online é a mais vantajosa diz respeito às projeções de crescimento do segmento nos próximos anos.

Um destaque é a regulamentação da telessaúde pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). A resolução 2.227/2018 que tinha esse objetivo foi revogada logo após a publicação devido às críticas da comunidade médica.

A expectativa continua sendo que o CFM emita um parecer em breve sobre o que pode ou não e como se dará a ampliação da telessaúde no Brasil.

Apesar disso, as expectativas são elevadas. Espera-se que a telemedicina tenha investimentos aproximado entre US$ 7 bilhões e US$ 8 bilhões nos próximos cinco anos.

Destaca-se ainda que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) há um déficit de 8 milhões de médicos no mundo. O que significa que a entrada de novos profissionais é esperada e desejada no âmbito global, ampliando as oportunidades.

Estima-se que nos próximos 5 anos, considerando os investimentos na área e a regulamentação pelo CFM, as consultas médicas a distância representam entre 20 e 25% de todos os atendimentos clínicos.

Com esse novo cenário a expectativa é reduzir custos para que o atendimento ocorra ao mesmo tempo em que viabilize uma expansão dos serviços.

Médico usando o computador

Quais os benefícios à população?

A população será diretamente beneficiada com os serviços médicos à distância. O barateamento das soluções permitirá uma ampliação do acesso e redução das desigualdades geográficas.

Em 2017 o Brasil tinha mais 440 mil médicos em atividade. Apesar disso, os números variam muito de acordo com a região.

Há uma concentração de profissionais no Sudeste, região na qual são 353 habitantes para cada médico. Já na região Norte são 953 habitantes por médico, reduzindo imensamente o acesso aos serviços de qualidade.

A telemedicina impacta diretamente nesse cenário, viabilizando que médicos do Sudeste, por exemplo, atendam pacientes do Norte sem prejuízo na qualidade e disponibilidade do atendimento.

Qual a importância da atualização profissional?

Por fim, um último aspecto que deve ser considerado pelo profissional que almeja seguir no ramo é a importância da própria atualização profissional.

Para atuar online, é necessário realizar cursos de atualização específicos para dominar as ferramentas digitais. Esse conhecimento, entretanto, não é útil apenas para quem deseja realizar atendimentos a distância, mas para toda a classe médica.

Atualmente, mesmo profissionais que atendem localmente precisam trabalhar com ferramentas online, como radiografias digitais, resultados de exames via telerradiologia, compartilhamento de informações de pacientes etc.

Portanto, a atualização necessária para atuar como médico online não serve apenas a esse fim, mas contribui para o currículo profissional como um todo.

Matérias Relacionadas

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos