Laudo neurológico a distância: otimize os serviços da sua clínica!

Serviço de telerradiologia emite laudos neurológicos em até 10 minutos em casos de AVC

A neurorradiologia é uma subespecialidade da radiologia responsável pelo monitoramento e diagnóstico de patologias que envolvam o sistema nervoso, cabeça e pescoço. Atualmente, a área também possibilita o serviço de laudo neurológico a distância, ampliando o acesso.

Essa subespecialidade avança rapidamente em conjunto com as novas tecnologias e técnicas existentes. É relevante destacar que o primeiro procedimento de neurorradiologia foi realizado apenas na década de 1970, alcançando grande evolução posteriormente.

A seguir saiba mais sobre essa especialidade e a influencia do laudo neurológico a distância na universalização do acesso.

O que é essa especialidade?

A neurorradiologia é uma especialidade que visa a utilização de exames de imagem e procedimentos minimamente invasivos para realizar o diagnóstico e tratamento de patologias que afetam a cabeça, pescoço e sistema nervoso.

O sistema nervoso é dividido em central e periférico, sendo responsável por toda a comunicação entre o cérebro e o restante do corpo.

O primeiro refere-se à medula espinhal e encéfalo, constituído pelo cérebro, cerebelo e tronco encefálico. Já o periférico inclui os nervos que tem início no encéfalo (cranianos) e na medula espinhal (raquidianos).

Devido à localidade das investigações, a neurorradiologia permite diagnosticar patologias como tumores cerebrais, aneurismas, AVC (acidente vascular cerebral), edemas, traumatismos cranianos e outras.

A subespecialidade da radiologia também pode ser dividida em dois tipos:

  • neurorradiologia diagnóstica: utilizando equipamentos modernos como a ressonância magnética e a tomografia computadorizada o objetivo é realizar a identificação de patologias neurológicas;
  • neurorradiologia intervencionista: inclui a realização de procedimentos minimamente invasivos como angioplastia cerebral e implantes de stent para tratar doenças cerebrovasculares como AVC, aneurismas e outras.

A seguir, conheça quais doenças podem ser tratadas utilizando o laudo neurológico a distância e quais os benefícios dessa solução.

representação de dores na cabeça

Quais doenças o laudo neurológico pode identificar?

Devido a grande qualidade técnica dos laudos neurológicos que utilizam modernos equipamentos, cada vez mais foi possível avançar nos diagnósticos realizados por esses exames viabilizando a identificação de doenças em locais sensíveis e complexos.

Conheça algumas patologias que podem ser diagnosticadas com a neurorradiologia, o que permite um tratamento mais rápido e adequado:

  • AVC: uma das doenças mais graves e com maior demanda no escopo da neurorradiologia, o AVC provoca danos no cérebro devido à interrupção do fluxo sanguíneo cerebral o que suspende o oxigênio e nutrientes enviados para as células;
  • AVC hemorrágico: outra ocorrência grave é quando o AVC, ao invés de interromper o fluxo sanguíneo, provoca o rompimento de uma artéria cerebral e causa o vazamento de sangue no cérebro;
  • aneurisma cerebral: consiste em uma dilatação que ocorre em áreas fragilizadas da parede de um vaso sanguíneo do cérebro;
  • edema cerebral: é causado pelo acúmulo de líquido no cérebro, podendo ser local ou generalizado, como consequência há um inchaço na região e elevação da pressão intracraniana;
  • tumores: os tumores cerebrais ocorrem devido ao crescimento anormal de células e podem ser caracterizados como malignos (cancerígenos) ou benignos;
  • traumatismo craniano: é uma lesão no crânio, sendo que a gravidade depende da área atingida e da extensão.

Portanto, a radiologia neurológica pode ser solicitada pelo médico em diversas situações, sendo na maior parte dos casos demandas urgentes devido à gravidade das condições que afetam o cérebro.

Como funciona o processo de laudos a distância?

O processo de laudo a distância não apresenta nenhum tipo de desafio logístico ao paciente e ainda permite a otimização dos serviços da clínica devido à agilidade e eficiência dessa especialidade.

Ele tem início com a solicitação do médico para um exame neurológico. Em geral é usada a ressonância magnética ou a tomografia computadorizada. Conheça melhor os procedimentos a seguir.

Tomografia Computadorizada

A tomografia computadorizada (TC) realiza uma varredura completa da região analisada devido ao movimento do equipamento durante a captação das imagens, permitindo imagens bidimensionais de alta resolução.

No computador, as imagens captadas durante a tomografia são reunidas, permitindo uma visão completa das estruturas cerebrais e medulares e viabilizando um diagnóstico mais preciso.

Ressonância Magnética

A captação das imagens da ressonância magnética (RM) do cérebro ou da medula espinhal é feita por meio de um campo magnético que permite obter imagens anatômicas da região analisada.

Esse procedimento é mais indicado no diagnóstico de algumas condições neurológicas devido à qualidade da técnica como tumores, AVC e esclerose múltipla.

Considerando as especificidades do caso, o médico pode solicitar a TC ou a RM. O paciente é encaminhado para a clínica onde o radiologista realiza o procedimento. Em seguida, as imagens obtidas juntamente com as informações do caso são adicionadas no software de telerradiologia.

Após essa etapa, os dados ficam disponíveis para os neurologistas da empresa de telerradiologia que avaliam o quadro e fazem a emissão do laudo neurológico a distância.

Em seguida, o laudo é adicionado no mesmo software e fica disponível para o médico solicitante.

representação de tecnologia na medicina

 

Qual a importância dele para diagnósticos mais rápidos?

A praticidade e agilidade do laudo a distância são determinantes para que esse serviço apresente uma demanda crescente. No caso do AVC, por exemplo, a entrega do laudo médico pode ser realizada em até 10 minutos.

Essa rapidez na emissão do laudo é determinante para um diagnóstico correto e medicação do paciente, fatores que são imprescindíveis para a redução da mortalidade da doença.

Outros exames também podem ser solicitados com urgência tendo um tempo de resposta de até 30 minutos, enquanto solicitações normais são devolvidas em até 24 horas. Em todas as situações há grande agilidade na emissão do laudo, viabilizando mais rapidez no diagnóstico e início imediato do tratamento.

Com a telerradiologia, a clínica otimiza os serviços de radiologia oferecidos, além de garantir bom desempenho logístico, redução dos custos e satisfação dos pacientes com um laudo neurológico mais rápido e de qualidade.

Matérias Relacionadas

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia