Adenocarcinoma: como diagnosticar mais rápido o câncer de boca

Saiba como os laudos a distância ajudam para um diagnóstico mais rápido do câncer de boca

O câncer de boca é uma doença séria que pode afetar homens e mulheres em diferentes idades, sendo mais comum após os 40 anos. Devido à gravidade do caso é importante que o diagnóstico seja precoce e inicie-se o tratamento com urgência.

O termo adenocarcinoma é usado para designar cânceres que se originam nos tecidos glandulares, compostos por células capazes de secretar substâncias no organismo. Vários locais podem ser afetados por esses tumores, como intestino, estômago, mamas, útero, pulmões, pâncreas e boca.

O câncer bucal pode desenvolver-se em diferentes locais, como lábios, língua, gengiva, céu da boca, amígdala e glândulas salivares. A gravidade da doença faz com que o diagnóstico precoce esteja diretamente relacionado às maiores chances de sucesso no tratamento.

Conheça a seguir mais informações sobre o câncer bucal, como os sintomas, o diagnóstico e as opções para tratamento e prevenção da doença.

câncer de boca

Quais os sintomas do câncer de boca e como diagnosticar rapidamente?

Uma vez que o câncer de boca pode manifestar-se em diferentes regiões da boca e garganta os sintomas referentes ao surgimento da doença são bastante variados e dependem do grau de avanço da condição. Alguns dos indícios mais frequentes são:

  • feridas nos lábios, interior da boca a gengiva, principalmente aquelas que sangram e não cicatrizam;
  • caroços ou inchaços sem explicação na bochecha;
  • diminuição da sensibilidade ou dormência em áreas da boca;
  • manifestação de manchas brancas ou vermelhas, principalmente na gengiva, mas também na língua, lábios ou outras partes da boca;
  • problemas ou dores para mastigar ou engolir os alimentos;
  • incômodos na garganta, como dor ou sensação de estar engasgado com algo;
  • dentes frouxos ou moles na gengiva, acompanhado ou não de dores;
  • mudanças na voz e respiração com ruídos;
  • perda de peso;
  • em casos mais avançados, mau hálito permanente.

Com isso, podemos constatar que são diversas as ocorrências de podem surgir em caso de câncer bucal sendo fundamental procurar um médico ou dentista caso uma dessas condições ou a associação de algumas delas se façam presentes.

Veja também – Vitamina D: Confira 07 dicas para evitar a osteoporose.

Como é o diagnóstico?

Apesar de diversos sintomas que indicam a presença de um câncer de boca, a confirmação do diagnóstico pode demorar bastante em casos de negligência com a saúde bucal.

Uma forma de perceber alterações é por meio do autoexame, que consiste em utilizar a língua ou um espelho em local iluminado para verificar se há alguma anormalidade das estruturas da boca, como feridas, caroços, inchações, manchas e outras ocorrências.

O autoexame, entretanto, não será suficiente para a confirmação de uma patologia, sendo importante procurar um médico ou dentista para uma avaliação mais detalhada, principalmente se uma irregularidade for percebida.

Durante a avalição clínica, o dentista avalia se há alguma anormalidade e caso identifique algo ele fará uma raspagem para colher a amostra de algumas células e mandar para análise. O exame de endoscopia também pode ser solicitado para verificar o sistema digestivo.

A opção por exames de imagem, como a tomografia ou a ressonância magnética também pode ocorrer, principalmente se as investigações prévias forem inconclusivas.

Nesses casos, uma opção que torna o diagnóstico mais rápido são os laudos a distância, nos quais os exames são enviados via internet para serem laudados por uma equipe de especialistas. Esse resultado pode ser devolvido em até 24 horas ou em 30 minutos em casos emergenciais.

A chamada telemedicina permite que o diagnóstico seja feito por profissionais qualificados e reduzem os gastos das clínicas que não precisam de plantonistas. Dessa forma, o paciente terá um resultado confiável em menos tempo e poderá dar início ao tratamento.

Veja mais detalhes – 07 perguntas que você precisa fazer a uma empresa de laudos a distância antes de contratá-la.

Como é realizado o tratamento?

O tratamento pode variar de acordo com a gravidade do caso. Em casos nos quais são identificados tumores benignos, será recomendado ao paciente manter uma rotina de cuidados bucais e fazer consultas periódicas ao dentista para verificar se houve alguma alteração do quadro.

No caso de tumor maligno, o tratamento poderá ser iniciado com a retirada cirúrgica do câncer exigindo o acompanhamento tanto do cirurgião dentista quanto de um oncologista.

É comum que o tratamento seguinte inclua sessões de quimioterapia ou radioterapia. Devido serem procedimentos mais agressivos o paciente pode enfrentar alguns efeitos colaterais, como irritação, ressecamento na região, dificuldade para engolir, redução ou perda do paladar e facilidade em adquirir cáries.

Quanto mais precoce for o diagnóstico, o que inclui a rapidez dos exames e laudos, maiores as chances de sucesso no tratamento e de ser possível a opção por um método menos agressivo.

Não deixe de ver – A evolução da ciência e da telemedicina em favor da saúde: onde vamos chegar?

Como prevenir o câncer bucal e quais hábitos manter?

O surgimento do câncer de boca está muito relacionado há alguns hábitos prejudiciais que poderiam ser evitados. Pesquisas indicam que entre 80 e 90% dos casos há relação com o fumo ou mascar tabaco, de forma que evitar essas duas situações reduz significativamente as chances de desenvolver a doença.

Além do tabaco que afeta o surgimento da doença, pessoas que bebem mais bebidas alcóolicas, como cervejas e destilados, também estão mais suscetíveis a desenvolver esse tipo de câncer.

câncer de boca tabaco

Alguns hábitos que podem ser mantidos com o objetivo de reduzir as chances de desenvolver a doença são:

  • manter a higiene bucal em dia, com escovação e uso do fio dental;
  • frequentar periodicamente o dentista para avaliações;
  • não beber, fumar ou mascar tabaco;
  • use protetor labial com filtro solar;
  • ter uma alimentação rica em verduras, frutas e legumes, especialmente com fibras e vitamina C.

Ao manter uma rotina saudável e com hábitos adequados, como alimentação balanceada, atividades físicas e sem o uso de substâncias prejudiciais à saúde, as chances de evitar o câncer bucal e outras doenças são bastante significativas.

Caso encontre alguma anormalidade, procure um dentista para que ele avalie se o quadro consiste ou não câncer de boca e solicite agilidade na realização dos exames e laudos, com um diagnóstico em menos tempo.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos