Sistema de telemedicina: exames que podem ser laudados a distância

No Brasil diversas especialidades fazem parte da telemedicina permitindo que diferentes exames possam ser laudados a distância de acordo com resolução do CFM. Saiba quais são eles!

No Brasil, o sistema de telemedicina é regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) que tem como atribuições zelar pela prática médica no país e também por um exercício ético da profissão.

Dessa forma, o uso das novas tecnologias é regulamentado pelo CFM que determina quais práticas podem ser mediadas pelos sistemas digitais e também como será realizado esse uso com o objetivo de preservar a qualidade dos serviços médicos prestados e o bem-estar do paciente.

Portanto, saiba a seguir quais são as diretrizes do CFM para a utilização do sistema de telemedicina no Brasil e quais os exames podem ser laudados a distância.

Como funciona o sistema de telemedicina?

Inicialmente é preciso entender como funciona a telemedicina no Brasil. De acordo com a resolução Nº 2.107/2014 do CFM existem diversas considerações que devem ser pensadas para utilizar os recursos tecnológicos na área da saúde, tais como as seguintes:

  • o desenvolvimento das técnicas e tecnologias da informação tem contribuído para facilitar a comunicação entre médicos da área, contribuindo para que haja um intercâmbio entre eles;
  • apesar dos resultados positivos da implementação da telerradiologia, é preciso ficar atento às questões éticas e legais geradas pelo uso da tecnologia;
  • as informações do paciente só podem ser transmitidas para outro profissional da área médica se for autorizado pelo paciente em um consentimento livre e esclarecido;
  • essa transmissão de dados só pode ser realizada mediante normas rígidas de segurança que garantam a confidencialidade e integridade das informações;
  • o médico que emite o laudo a distância só emita o relatório se as imagens e dados recebidos forem suficientemente claros e com informações precisas que viabilizem uma adequada avaliação.

Dessa forma, é possível constatar que o sistema de telemedicina possui diversas bases e diretrizes que garantem que o funcionamento dessa área seja adequado tanto para os profissionais, clínicas e hospitais, como também para os pacientes afetados.

A telerradiologia, por exemplo, subespecialidade do sistema de telemedicina voltado para emissão de laudos médicos a distância, funciona da seguinte maneira: o paciente recebe a guia para realização do exame e o faz na clínica próxima do local de residência.

Em seguida, o exame digital é enviado por meio de um software seguro, com todas as regras de criptografia da informação e mediante prévia autorização do paciente.

Na empresa de telerradiologia, o exame é analisado por um médico radiologista especialista que emite o relatório com base nas informações contidas no exame e também nos dados enviados pelo médico solicitante.

Após a emissão do laudo, ele é devolvido para a clínica ou profissional que solicitou utilizando também os meios digitais, o que garante agilidade, sigilo e eficiência no processo de laudos a distância.

sistema de telemedicina

Confira mais – A evolução da ciência e da telemedicina a favor da saúde: onde vamos chegar?

Quais exames podem ser laudados a distância?

Na mesma resolução Nº 2.107/2014, o CFM determina quais são as áreas abrangidas pela telerradiologia, podendo destacar as seguintes:

  • radiologia geral e especializada;
  • tomografia geral e especializada;
  • ressonância magnética;
  • mamografia;
  • densitometria óssea;
  • medicina nuclear.

A partir dessas especialidades que fazem parte da telerradiologia, determinados exames radiológicos podem ser considerados como os principais com laudo a distância. São eles:

  • radiologia geral;
  • tomografia computadorizada;
  • mamografia digital;
  • densitometria óssea;
  • ressonância nuclear magnética;
  • cintilografias

Conheça a seguir um pouco mais sobre alguns dos principais exames que podem ser laudados a distância e que fazem parte do sistema de telemedicina de acordo com o CFM.

Eletrocardiograma

Um exame bastante comum na área médica com o objetivo de identificar questões cardíacas ao fazer o registro da atividade do coração, mais especificamente dos potenciais elétricos.

Raio-X

O exame de raio-x deve ser realizado por técnicos em radiologia, sendo que é possível realizá-lo em diversas partes do corpo, como tórax, abdome, coluna, crânio e outros. Normalmente, o equipamento de raio-x possui um sistema que já viabiliza a integração do equipamento e uso na telemedicina.

Mamografia

O exame de mamografia compõe a lista dos permitidos no sistema de telemedicina e é de grande importância devido à relevância desse procedimento para o diagnóstico precoce e prevenção de câncer de mama nas mulheres. Consiste em uma radiologia das mamas que permite identificar anormalidades na região.

Ressonância Magnética

Outro exame incluso na telerradiologia e que pode ser laudado a distância é a ressonância magnética. Devido às características desse exame ele exige uma grande especialização do médico que vai emitir o laudo, o que faz com que a telemedicina contribua na redução dos custos relacionados ao exame e, consequentemente, proporcione maior acesso a ele.

Tomografia computadorizada

A tomografia computadorizada é um exame fundamental para diagnóstico de diversas condições, como o câncer, fraturas e outros e possui diversas subespecialidades como a neurorradiologia, cabeça e pescoço, músculo-esquelético e medicina interna (abdome, pelve e tórax).

sistema de telemedicina

Cintilografia

A cintilografia é um exame de imagem que faz parte da medicina nuclear. Ele é indicado para investigação cardiovascular, em oncologia, nefrologia, endocrinologia, traumatologia e gastroenterologia. Nesse exame, utiliza-se um radiofármaco para identificar anomalias, como um contraste.

Verifica-se, portanto, que o sistema de telemedicina é bastante amplo, permitindo a emissão de diversos laudos a distância com o objetivo de facilitar e agilizar a prática da medicina, sem afetar a qualidade dos serviços prestados.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos