Radiografia por Satélite na Guerra do Golfo Pérsico

O médico norte-americano Robert Telepak, que trabalhou na Guerra do Golfo Pérsico, enviou por satélite até os Estados Unidos a radiografia de 65 soldados feridos. Mais uma prova da segurança ao enviar laudos mesmo que em grandes distâncias. A DiagRad sempre frisa essa questão em seus serviços e esta é mais uma prova da confiabilidade. Leia.

 

Como a Telerradiologia foi usada na Guerra

O médico americano Robert Telepak, diretor do departamento de radiologia do Brooke Army Medical Center, em San Antonio, no Texas, anunciou uma proeza que realizou em hospitais de campo: o envio por satélite de radiografias de 65 soldados feridos no Iraque para serem analisadas em hospitais especializados nos Estados Unidos.
A unidade de telerradiologia usada por Telepak no Golfo era alimentada por um gerador a diesel. As imagens, feitas pelo tomógrafo computadorizado, levavam entre 90 segundos a 6 minutos para serem transmitida. Cada ponto esquadrinhado virava um código digital e era transmitido via satélite, sobre o Oceano Índico, para a estação receptora em Perth, na Austrália. De lá, eles eram repassados por uma linha comercial de telefone para o hospital no Texas. Os especialistas do hospital respondiam então aos colegas sobre o melhor procedimento a ser seguido em cada caso. Até então, a telerradiologia só tinha sido experimentada em trajetos curtos. No Golfo, foi batido o recorde de distância: a viagem total de sinais foi de 19 000 quilômetros pelo mundo.

 

Gostaria de saber mais sobre Telerradiologia? Saiba o que é e quais são as vantagens da Telerradiologia.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Orçamentos

Por favor, preencha este campo.
Por favor, preencha este campo.
Por favor, preencha este campo.
Por favor, preencha este campo.
Por favor, preencha este campo.

Eu gostaria de receber as novidades da DiagRad.

Sua mensagem foi enviada.
Orçamentos