Use a telemedicina para organizar e agilizar seus atendimentos

Atualização de processos por meio da telemedicina melhora gestão de tempo e eficiência

A telemedicina consiste no uso de tecnologias modernas de telecomunicações e informação para promover serviços médicos, conhecimento e suporte à distância melhorando a gestão de tempo para pacientes e profissionais da saúde.

Essa especialidade está inserida no campo da telessaúde que contempla desde os atendimentos médicos à distância, até qualificação, emissão de laudos de exames, monitoramento e outros serviços.

A seguir saiba como a telemedicina impacta na gestão dos serviços de saúde e quais processos podem ser beneficiados.

Como a telemedicina melhora a gestão de tempo?

A telemedicina utiliza as tecnologias de comunicação e informação (TICs) para prover serviços de saúde. Dessa forma, centros médicos e profissionais podem comunicar-se à distância com o objetivo de melhorar o atendimento.

Nessa área, utiliza-se a computação na nuvem para armazenar e trocar informações dos pacientes e diagnósticos. Esse recurso permite agilidade e transparência nos processos, melhorando a gestão de tempo.

Em uma clínica que essa solução não é usada todos os documentos médicos ficam em papel, devendo ser encaminhados de um setor para outro conforme avança o atendimento, como recepção, acolhimento, atendimento, exame, diagnóstico etc.

Essa troca aumenta as chances de perda e comprometimento dos documentos, além de reduzir a segurança do sigilo médico.

No modelo na nuvem, os documentos são armazenados e podem ser editados por meio de diferentes dispositivos, agilizando esse processo de transferência do paciente entre os setores.

A adoção das novas tecnologias é indispensável para que os serviços médicos sejam disponibilizados com qualidade e eficiência aos pacientes mesmo com aumento da demanda, melhorando a gestão de tempo e tornando a equipe mais produtiva.

Quais processos podem ser agilizados?

Diversos processos podem ser impactados com a implantação da telemedicina, de forma que haja mais agilidade na execução deles, beneficiando a equipe médica, a gestão hospitalar e também os pacientes.

A seguir conheça os principais processos que podem ser agilizados e melhorados com a gestão de tempo viabilizada pela telemedicina.

Agendamento de consultas e exames

Um processo aparentemente fácil, mas que resulta em vários problemas na gestão de tempo das clínicas e hospitais é o agendamento.

A automação desse processo permite que o paciente tenha autonomia no agendamento e troca do dia, evitando as faltas que prejudicam o desempenho das atividades.

Além disso, não precisar de atendentes para mediar o agendamento torna o processo mais prático e reduz custos, visto que os profissionais podem dedicar-se a atividades de maior complexidade.

Cadastro e atualização de dados

Os próprios pacientes podem realizar o cadastramento e atualização dos dados, evitando que as informações fiquem desatualizadas e também otimizando o tempo no início do atendimento.

Esse tipo de processo pode ser realizado antes mesmo que o paciente chegue à clínica, sendo encaminhado direto ao atendimento ou acolhimento.

Digitalização de prontuários médicos

O prontuário médico reúne todas as informações do paciente, desde cadastro até exames e resultados. Em geral, esses documentos em papel ocasionam perdas de dados importantes e problemas na organização.

Quando essas informações estão reunidas na nuvem evita-se que haja a perda dos dados e agiliza o acesso por todos os profissionais envolvidos no atendimento, podendo a consulta ser realizada por diferentes dispositivos.

Outro aspecto importante é a viabilidade de atualização das informações, inserção de novos dados e compartilhamento para atendimentos conjuntos entre equipes, profissionais ou mesmo instituições.

Médico atendendo paciente

Especialização no diagnóstico

A telemedicina ajuda a otimizar a gestão de tempo ao mesmo tempo em que viabiliza um atendimento mais especializado para melhorar o diagnóstico do paciente e encaminhamento da questão.

Em São Paulo, por exemplo, a telemedicina está sendo usada no programa “Multisaúde” para agilizar o tempo de diagnóstico de câncer de pele. A solução é uma parceria do Sistema Único de Saúde (SUS) e Hospital Albert Einstein, especializado em doenças de pele.

Nas unidades parceiras, as alterações, fissuras e manchas são fotografadas e enviadas digitalmente para uma equipe de especialistas do Albert Einstein para o diagnóstico, que deve ser devolvido em até sete dias úteis.

Portanto, a telemedicina pode ser usada para melhora do diagnóstico e redução do tempo de espera do paciente e da equipe médica.

Realização de exames de imagem

A telemedicina também inclui a maior agilidade e gestão de tempo nos atendimentos por meio da telerradiologia.

Nessa especialidade os exames de imagens são realizados localmente, mas o laudo é emitido por uma empresa parceira que tem acesso à radiologia digital enviada via sistema PACS que utiliza computação na nuvem.

Devido à especialização, a parceira conta com médicos experientes para emissão de laudo à distância e agilidade nos processos, retornando os laudos urgentes em até 30 minutos e os rotineiros em até 24 horas.

Os documentos são digitais, facilitando o armazenamento e acesso e os processos ficam mais ágeis, elevando a qualidade da prestação de serviços em saúde.

Portanto, a telemedicina está diretamente relacionada à qualidade e agilidade dos processos médicos, melhorando a gestão de tempo das equipes e beneficiando os pacientes.

Matérias Relacionadas

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia