Como a telemedicina pode diminuir a mortalidade em cidades do interior?

Entenda como a adoção de metodologias de trabalho que privilegiem laudos a distância pode ser extremamente benéfica para cidades mais distantes dos grandes centros

Quando o assunto é a telemedicina, devemos levar em consideração alguns fatores: um dos principais problemas encontrados por moradores de cidades que estão localizadas distantes dos grandes centros é a falta de acesso a determinados tipos de exames e tratamentos.

Além disso, certos especialistas também não estão contemplados entre as opções oferecidas em alguns municípios, o que torna não apenas as coisas muita mais difíceis, como também mais caras.

Pesquisas mostram que entre os fatores que fazem com que a população brasileira deixe de ir ao médico a lista inclui o acesso complicado a certos especialistas ou ainda o alto custos para se chegar até eles – ainda que possam oferecer atendimento gratuito ou com preços diferenciados.

Trata-se de um problema que pode se beneficiar bastante dos avanços que a telemedicina tem obtido no Brasil nos últimos anos.

>> Entenda o que é e como funciona a telemedicina no Brasil <<

Experiência bem-sucedidas por toda parte

Um dos estados em que problemas como esse vinham sendo percebidos era o do Piauí, no Nordeste do Brasil.

Por lá, nos últimos 60 dias foi realizada uma experiência que permitiu com que algumas cidades do interior do estado, como o município de Floriano, pudessem ter seus exames analisados por especialistas do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

Telemedicina nas cidades do interior!

Após o período de testes, a equipe que mantém o projeto percebeu uma maior rotatividade dos pacientes nos hospitais e redução nos índices de mortalidade. As medidas incluíram videoconferências, colaborações em diagnósticos e prescrições.

Em benefício das regiões mais distantes, quando se fala em dificuldade de acesso à medicina nem sempre o problema em questão decorre da falta de dinheiro. É o caso de muitos municípios no interior do Brasil, cujas vagas de especialistas em postos de saúde muitas vezes acabam não sendo preenchidas por falta de candidatos qualificados dispostos a morar naquela região.

É grande também o número de casos em que os pacientes deixam de procurar auxílio médico pelo fato de não existirem especialistas na cidade em que moram.

Muitas vezes, é preciso se deslocar até à capital do Estado ou à cidades-polo de uma região, o que pode significar andar algumas dezenas de quilômetros apenas para realizar um exame ou para uma consulta de alguns minutos.

A telemedicina pode mudar esse cenário

A telemedicina pode representar uma grande revolução, especialmente para as regiões mais remotas.

Por meio de videoconferência, por exemplo, especialistas sediados em grandes hospitais nas principais cidades do país podem atender às dúvidas de médicos e até mesmo pacientes, conferindo em vídeo certas características observadas preliminarmente.

Além disso, a possibilidade de acesso rápido a exames laudados por especialistas é outro benefício. Isso pode ser feito por meio da telerradiologia, uma metodologia de trabalho que a cada dia que passa ganha novos adeptos no Brasil.

 

Exame Telemedicina

 

Essas imagens são recebidas por profissionais especializados nas mais diversas áreas, que ficam à disposição dos estabelecimentos de saúde 24 horas por dia.

Isso garante mais agilidade na hora de elaborar os laudos dos exames, que na maioria dos casos ficam prontos em no máximo um dia. Casos de urgência e emergência, da mesma forma, podem ser atendidos e ter os seus resultados disponibilizados online em até 1 hora.

Menos custos e mais eficiência na gestão hospitalar

Outro grande benefício trazido pela telemedicina e pela telerradiologia é a redução de custos operacionais em clínicas e hospitais.

Em primeiro lugar, há a redução da necessidade de deslocamentos, o que por si só já garante uma economia de tempo e recursos. Além disso, o uso de metodologias dos laudos a distância muitas vezes dispensa a presença de um profissional in loco para a realização de laudos.

 

Saiba mais sobre
Laudos a Distância

A DiagRad, empresa de telerradiologia, preparou informações essenciais para quem quer saber mais sobre os laudos a distância e como eles podem colaborar positivamente em diversos aspectos como: aceleração de diagnósticos, rapidez em laudos, saúde e tecnologia. Descubra como esse universo pode ser útil!

Saber mais

 

Isso faz com que o custo unitário por laudo também seja reduzido, uma vez que muitas vezes pode haver ociosidade do profissional caso não haja demanda suficiente de exames a serem laudados em determinados horários – algo comum a estabelecimentos de saúde que requerem plantonistas para a elaboração de laudos.

Exames na telerradiologia ganham mais qualidade e agilidade na entrega e avaliação dos mesmo!

É o caso, por exemplo, dos custos relacionados a servidores, profissionais de manutenção de laboratórios de informática e investimentos em softwares de segurança.

Telemedicina e telerradiologia: a serviço da qualidade de vida

Casos como o exemplo do Piauí, que citamos nesse artigo, têm se tornado cada vez mais recorrentes no Brasil.

As melhorias na infraestrutura de internet banda larga, que podem ser percebidas hoje na maioria dos estados brasileiros, faz com que oportunidades como essas se tornem cada vez mais abertas a governos e prefeituras interessados em investir em tecnologia a serviço da saúde.

A grande vantagem nesse caso é que tanto a telemedicina quanto a telerradiologia não são nem um pouco dispendiosas, muito pelo contrário.

Na maioria dos casos, a adoção de uma tecnologia mais moderna representa menos custos tanto para os estabelecimentos de saúde quanto para os administradores. Por outro lado, ganham os pacientes, que passam a ter acesso a um serviço de qualidade em estabelecimentos de saúde mais próximos à sua casa.

>> Veja também o que é e como funciona a telerradiologia <<

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Receba Novidades
sobre gestão hospitalar e tendências da telerradiologia

Orçamentos

Orçamentos