Serviço de resgate Via Dutra fará Laudos a Distância

Em breve, o atendimento emergencial da principal rodovia do Brasil terá a telemedicina como aliada no atendimento aos pacientes. O Grupo CCR, administrador da Rodovia Presidente Dutra (que liga São Paulo e Rio de Janeiro), anunciou no último dia 8 uma parceria com o Hospital Albert Einstein e a empresa Get Connect para apoio médico à distância aos serviços de resgate.

A iniciativa, inédita no país, foi apresentada na sede da CCR, em Santa Isabel (SP), com a presença de representantes das empresas envolvidas na iniciativa – além da administradora de rodovias, do hospital e da Get Connect, participaram do evento integrantes da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e Polícia Rodoviária Federal.

A primeira etapa do projeto, experimental, será desenvolvida na base de atendimento do Consórcio Nova Dutra, localizada na Vila Maria, em São Paulo, no trecho urbano da Dutra, com a supervisão dos coordenadores médicos Marcelo Okamura e Gustavo Rachid, responsáveis pelas equipes de paramédicos, enfermeiros e socorristas ao longo da estrada. Todos terão o apoio dos profissionais do Einstein para a elaboração de diagnósticos e orientações diversas no atendimento a pessoas acidentadas na rodovia.

As viaturas de resgate da CCR serão equipadas com sistemas de monitoramento remoto, que poderão oferecer às equipes do Einstein todas as informações necessárias no auxílio aos socorristas: medições de pressão arterial, frequência cardíaca, respiração e oxigenação, entre outros. Desde o primeiro contato com os pacientes até a chegada ao Pronto Atendimento do hospital mais próximo, tudo será devidamente acompanhado à distância.

De acordo com o médico Marcelo Okamura, não haverá interferência da equipe à distância nos procedimentos emergenciais, e sim uma interação de trabalho, com vistas a oferecer melhor qualidade do atendimento prestado e reduzir as estatísticas de mortes em acidentes rodoviários.

Após a etapa de experiência, o projeto pioneiro de telemedicina emergencial deverá ser estendido às 11 bases de atendimento da Nova Dutra, entre São Paulo e Rio, ao longo de mais de 400 quilômetros de rodovia. Ainda não foram informados a data de início das operações do novo projeto, nem a quantidade de profissionais envolvidos nas operações.

A expectativa dos realizadores da novidade é que, futuramente, os hospitais que recebem as vítimas de acidentes também estejam dotados da mesma tecnologia, o que permitiria também aos médicos destas unidades acompanhar os pacientes antes mesmo da chegada dos socorridos, permitindo a tomada antecipada de decisões.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Orçamentos

Eu gostaria de receber as novidades da DiagRad.

Sua mensagem foi enviada.
Orçamentos