Glioma: saiba o que é, quais são os sintomas e tratamento

Saiba mais sobre o glioma, um tipo de tumor que ocorre no cérebro e na medula espinhal

Quando falamos no termo glioma, poucos sabem que essa palavra está associada diretamente com um tumor. O fato é que casos como esse requerem tratamento imediato, com acompanhamento médico frequente e necessidade de realização de exames por imagem como forma de se obter o diagnóstico mais preciso.

Se você nunca ouviu falar nessa doença, vamos entrar em detalhes sobre ela para que você possa não apenas se prevenir, mas saber quando é a melhor hora de procurar auxílio médico. E mais: alguns exames de imagem são praticamente obrigatórios para que você possa ter o acompanhamento necessário da doença durante o tratamento.

 

Tumor Cerebral ou Medula Espinhal Glioma

 

O que são gliomas?

Em linhas gerais, um glioma é um tipo de tumor que ocorre no cérebro e também em vários locais do sistema nervoso, como o tronco cerebral ou a coluna vertebral. Estima-se que no Brasil sejam identificados mais de 150 mil casos por ano. As formas de tratamento são amplas e variam de acordo com o grau da doença diagnosticada nos exames.

Os sintomas são mais frequentes em pacientes com idades acima dos 40 anos, mas ocorrem mesmo em crianças e adolescentes, ainda que com menor incidência. Pelo fato de existirem diversos tipos de gliomas, o quadro de sintomas pode ser amplo e variado, de forma que somente após uma avaliação médica e a realização de exames de imagem é que é possível se ter certeza.

Sintomas dos gliomas

Os gliomas não se espalham por meio da corrente sanguínea, mas podem se reproduzir por metástase através do líquido cerebroespinal e causar lesões na espinha. Levando-se em consideração o seu potencial de crescimento e a sua agressividade, ele é caracterizado em categoria diferente.

Por conta disso, diferentes tipos de gliomas resultam em sintomas distintos. Entre os mais comuns podemos incluir as dores de cabeça, as convulsões, irritabilidades, vômitos, dificuldades visuais e fraqueza ou dormência nas extremidades (mãos e pés). Assim, caso você apresente dois ou mais sintomas entre os que foram citados, a recomendação é a de procurar imediatamente um médico.

Formas de tratamento

As formas de tratamento para os gliomas são amplas e variadas, uma vez que diversos fatores devem ser levados em consideração. Tudo vai depender, por exemplo, do estágio da doença, das condições do paciente, do local em que o tumor está alojado e do quão agressivo ele é no seu organismo.

Em linhas gerais, podemos citar cirurgia, radioterapia, quimioterapia e terapia molecular direcionada como as principais formas de tratamento. Entretanto, a melhor escolha em cada ocasião vai depender dos resultados obtidos por meio dos exames. É justamente nesse momento que a telerradiologia pode ser de grande auxílio.

Entenda melhor o que é e como funciona a telerradiologia

Por que a telerradiologia é uma das melhores alternativas?

Em casos onde há suspeita de algum tipo de glioma, é líquido e certo que você terá que se submeter a uma série de exames radiológicos. Nesse sentido, dois fatores são essenciais para que tanto o médico quanto o paciente tenham a certeza absoluta daquilo que estão analisando. E esses dois pilares residem sobre a agilidade e a qualidade. Vamos detalhar cada um deles.

Em se tratando de agilidade, poucas metodologias conseguem ser mais eficazes do que a telerradiologia. Ela consiste no envio imediato das imagens coletadas nos exames convencionais para uma central de telerradiologia. Tudo isso é feito via internet, sem custos de implantação, reduzindo custos e melhorando a gestão hospitalar.

Dessa forma, não há impacto no preço final do exame para o paciente. Em linhas gerais, o que muda é a agilidade com que a resposta é obtida. Tão logo ele chega na central, que funciona 24 horas, já há especialistas preparados para analisar as imagens e realizar os laudos a distância para clínicas e hospitais. Os resultados ficam prontos, em média, em menos de 24 horas.

 

Saiba mais sobre
Laudos a Distância

A DiagRad, empresa de telerradiologia, preparou informações essenciais para quem quer saber mais sobre os laudos a distância e como eles podem colaborar positivamente em diversos aspectos como: aceleração de diagnósticos, rapidez em laudos, saúde e tecnologia. Descubra como esse universo pode ser útil!

Saber mais

 

Diagnósticos de qualidade: um diferencial significativo

Se a agilidade por si só já seria um bom motivo para optar por clínicas e hospitais que usam a telerradiologia como metodologia de trabalho, a qualidade dos diagnósticos é outro fator essencial que pode fazer com que você adote de uma vez por todas essa possibilidade.

Quando os exames chegam à central de telerradiologia eles são recebidos por profissionais que são especializados em uma determinada área. Por exemplo, um técnico responsável por laudar exames relacionados a cabeça e pescoço, não fará análise de exames do tórax. Ou seja, cada um atua dentro da sua especialidade.

O fato de as imagens serem analisadas por especialistas – e não por profissionais mais generalistas, como acontece quando não se dispõe de um grande número de técnicos para elaboração dos laudos – faz com que os resultados sejam mais precisos. Os especialistas em uma determinada área têm maior probabilidade de encontrar certas nuances nas imagens que muitos poderiam deixar passar batido.

Do ponto de vista do médico e do paciente, as vantagens por conta disso são enormes. Em primeiro lugar, essa característica reduz os índices de refação dos exames. Ou seja, basta uma única análise das imagens para que seja possível encontrar todos os pontos-chave de diagnóstico.

Some a isso o fato de que tendo a certeza que tem diante de si um laudo mais preciso, o médico se sente mais confortável para seguir com as recomendações para o tratamento. Em resumo, a metodologia permite que todos saiam ganhando e, o que é ainda melhor, sem que existam custos extras para nenhuma das partes envolvidas.

Matérias Relacionadas

Empresa de Telerradiologia

Orçamentos

Eu gostaria de receber as novidades da DiagRad.

Sua mensagem foi enviada.
Orçamentos